Image

A procura pelo médico perfeito (para o meu caso) começou da forma mais básica possível: indicações. Eu não sou ryca mas também não queria ir para a maca com um açougueiro qualquer.

Então comecei a perguntar para as amigas que já haviam feito plásticas, ou as que conheciam alguém que já havia feito, etc. A partir daí, recolhi alguns nomes e só então parti para a pesquisa no Conselho Regional de Medicina, para assegurar que eram “médicos de verdade” e na Sociedade Brasileira Cirurgia Plástica, para saber quais tinham registro de especialista. Estes passos são certamente os mais importantes e só segui com os que encontrei nos dois orgãos. 

Com os nomes que restaram, pesquisei se havia reclamações, processos judiciais, etc. 

Me restaram três cirurgiões, com os quais marquei consultas. Geralmente as consultas são pagas, por volta de 200 reais, por isso não seria o caso de visitar todas as clínicas de São Paulo!

Achei engraçado que cada médico que me atendeu tinha uma forma completamente diferente de conversar e até mesmo técnicas completamente diferentes. Como eu pensava em fazer abdominoplastia, uma pequena lipo e talvez colocar próteses de silicone, cada um sugeriu etapas totalmente diferentes. O primeiro médico queria fazer a lipo na clínica e dois meses depois fazer a abdominoplastia e os peitos em um hospital. Já descartei. Eu sou totalmente contra fazer qualquer tipo de procedimento cirúrgico em clínicas, por mais chiques que possam parecer. Elas não têm a infrastrutura de um hospital caso haja alguma complicação. De qualquer forma, o valor total beirava os 30 mil reais e a clínica parcelava em 6X. Era pesado para mim.

O segundo plástico era um senhor muito idoso, que mediu minha pressão e checou meus sinais durante a consulta. Ele me disse que só faria a operação se eu emagrecesse. Nem chegamos a falar de preços. Acho que ele foi bem correto, mas eu tentei emagrecer para operar durante um ano e não consegui… Minha saúde estava boa, então parti para o terceiro e último.

O dr. que faria minha cirurgia sugeriu fazer a lipo e a abdominoplastia juntas, no hospital e deixar a plástica nos seios para depois, quando eu já estivesse recuperada e no meu peso ideal. Explicou que os três procedimentos juntos eram arriscados e ele não faria. Gostei. Tirei muitas dúvidas, ele respondeu todas. Na hora de negociar, fechamos em um valor justo (por volta de 11 mil) e a clínica facilitou o pagamento. Perfeito. 

Contrato assinado, hora de fazer a lista enorme de exames pré operatórios! Só eles diriam se eu realmente poderia operar. Caso não pudesse, o contrato estaria cancelado sem multas.